Entrada > Notícias > Docente da ESMAE vence prémio internacional

Docente da ESMAE vence prémio internacional

ESMAE

O maestro José Eduardo Gomes venceu o European Union Conducting Competition


O vencedor da segunda edição da competição de direção de orquestra European Union Conducting Competition, que decorreu em Sófia, capital da Bulgária, é português. José Eduardo Gomes, docente na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE) do Politécnico do Porto, trouxe o primeiro prémio para o Porto e já foi felicitado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

"A sua distinção, entre três centenas de candidatos, é motivo de justo regozijo para o meio musical português, tendo em vista também a sua internacionalização, que é já hoje um facto consagrado", lê-se na página da Presidência da República. Além deste prémio, o maestro traz também o troféu de melhor interpretação de Beethoven.

Após quatro rondas, José Eduardo Gomes foi seleccionado, por entre cerca de 300 maestros, para a final em que arrecadaria o primeiro prémio, em concerto no Conservatório Nacional de Música de Sófia. A completar o pódio estiveram Almanzar Sebastian, da Colômbia, e Zlatkov Svetlomir, da Bulgária. O evento foi organizado pelo Bulgaria Hall, em cooperação com a Orquestra Nacional Artes, Orquestra Filarmónica Kodaly e Orquestra Sinfónica de Pazardjik.

José Eduardo Gomes, nascido em 1983 na cidade de Famalicão, é maestro titular da Orquestra Clássica da Faculdade Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e, como já referimos, professor na ESMAE, onde trabalha com as várias orquestras. Foi maestro titular da Orquestra Clássica do Centro, entre 2016 e 2018, maestro associado da Orquestra Clássica do Sul, entre 2018 e 2019, maestro titular do Coro do Círculo Portuense de Ópera, no Porto, entre 2011 e 2017, e maestro principal da Orquestra Chambre de Carouge, na Suíça, de 2008 a 2011.

Antes disso, estudou clarinete na ESMAE, onde se licenciou na classe de António Saiote, prosseguindo estudos de Direção de Orquestra na Haute École de Musique de Genève, Suíça, na classe de Laurent Gay, e posteriormente Direção Coral na classe de Celso Antunes. Como instrumentista tem-se dedicado à música de câmara e apresenta-se regularmente com diversas formações em Portugal e no estrangeiro.

Na sua vertente mais pedagógica, José Eduardo Gomes dirige regulamente orquestras de jovens com as quais realiza um trabalho de formação de músicos muito importante. Colabora regulamente com o projeto Orquestra Geração e com vária escolas um pouco por todo o país, como por exemplo, Escola Profissional de Música de Viana do Castelo, Escola ARTAVE, Academia de Música de Costa Cabral e EPABI.

(Texto constante da página do P.Porto)

Autor

antoniogorgal@esmae.ipp.pt

Partilhar