Entrada > PRÉ-SET'21 > MOSTRA DE VÍDEOS

GALERIA DE EXPOSIÇÕES

CRIAÇÃO EM TEMPOS DE PANDEMIA

 

Com as medidas adotadas pelo governo para combater a pandemia do novo coronavírus, grande parte do ensino foi adaptado às plataformas on-line. Ora, o Festival SET entende que a adaptação das expressões teatrais, cinematográficas, plásticas, etc, não tenham sido fáceis e que foram acompanhadas com grandes frustrações e questionamentos. 

Desta forma, e incluindo-se no mês dedicado à Interpretação e ao Som, o PRÉ-SET2021 recebeu, das várias escolas artísticas, trabalhos em suporte audiovisual, dos alunos que, heroicamente, sobrepuseram a sua vontade de fazer arte à situação atroz que viveram, numa galeria online.

 

 

Apenas metade de uma hora

Escola Superior de Teatro e Cinema (Lisboa) - Licenciatura em Teatro - Ramo Atores.

ÁREA ARTÍSTICA: Teatro

  

 

SINOPSE

Este projecto é a nossa tentativa artística de responder à pandemia. Como fazer teatro em tempos pandémicos? Surge então uma nova era teatral - "o teatro do solilóquio", ou "o teatro em diálogo com a máquina". É entre estas duas novas vertentes teatrais que emerge a nossa proposta, porém não inserida, nem rotulada em nenhuma destas duas. Problema... Como fazer Shakespeare apenas com um actor? A atmosfera shakespeariana consegue transbordar o ecrã? Não sei, nós tentámos. Fomos mergulhar à textura, à forma e à imaginação na tentativa de passar esta atmosfera preta e vermelha do poeta. Um vestido que ao navegar por cima dos plásticos transforma-se em onda do mar. Um vestido que se mascara de uma flor quando vestido do avesso. Um vestido utópico, onde na base encontra-se uma pintura... Foi um processo de transportar o autor para a nossa realidade, tentando ver Shakespeare nas actuais cidades, nos actuais campos e na natureza desmembrada pelo Homem.

 

FICHA TÉCNICA

Criação - Diogo Graça Fouto e Luís Pinho

Dramaturgia e Interpretação - Diogo Graça Fouto

Cenografia, Imagem e Som - Luís Pinho

Costureira - Adelaide Fernandes

Revisão - Carlos J. Pessoa

Agradecimentos - Associação Cultural e Recreativa do Bairro de São João, Talho "Os Porquinhos" e Filomena Pinho. 

 


 

E-motions

Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro - Curso de Teatro e Artes Performativas

ÁREA ARTÍSTICA: Teatro

 

 

SINOPSE

E porque andar à boleia normalmente é emocionalmente bastante forte e marcante nas nossas vidas, porque não transportar os sentimentos que uma road trip nos traz, para um lugar onde possa ser partilhado com o público? Fazendo-o, desta maneira, colocar-se no papel do ator e (re)viver a aventura de momentos passados, presentes ou futuros.   

 

FICHA TÉCNICA

Realizadores: Hugo Vieira e Luís Oliveira

Intérpretes: turma da disciplina de práticas de encenação 2020

 


 

Auto da catingueira - "Visage e Latomia"

Universidade de Évora - Mestrado em Actor e Encenador

ÁREA ARTÍSTICA: Teatro

 

 

SINOPSE

Uma adaptação da personagem "Dasanta" do "Auto da Catingueira" do cantor e compositor brasileiro, Elomar Figueira de Melo. Uma proposta da personagem que é uma pastora de cabras do sertão Nordestino Brasileiro, mais velha e um ser que vive entre os dois planos, dos seres "ausentes e viventes".

 

FICHA TÉCNICA

Actriz: Anna França de Souza

Adaptação do texto: Anna França de Souza

Filmagem, fotografia e edição: Rogerio Almeida




Hamlet (Shouldn't be) Private Show

Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (Porto) - Licenciatura em Teatro, Variante de Interpretação

ÁREA ARTÍSTICA: Teatro

 

 

SINOPSE

Hamlet (Shouldn’t Be) Private Show são três clips inspirados na personagem Hamlet de William Shakespeare e que se baseiam na ténue linha que separa o espaço público do espaço privado, não só da personagem como do próprio ator. Usando os conflitos que esta personagem enfrenta na trama e excertos não só de Shakespeare como de outros autores, este grupo assumiu a premissa de trazer Hamlet até à realidade de um espaço confinado, onde ensaia os modos e maneiras que lhe permitem a representação da sua personagem que se adivinha muitas das vezes de impossível reprodução. Um Hamlet que é uma personagem ator e três atores que não conseguem ser Hamlet, porque são pessoas antes de serem personagens. Por culpa destas tumultuosas dicotomias, descobrimos que contar esta história é algo que surge por consequência de muitas outras coisas e que não carregar connosco o lado privado de uma personagem quando a mesma se mostra ao público é torná-la desprovida de humanidade.

 

FICHA TÉCNICA

Criação, Interpretação, gravação e edição - Clara Spormann, Mafalda da Nova Covas e Pedro Barros de Castro

Apoio à iluminação - Alexandra Moreira e Brenda Corijn




Break World

Escola Superior de Artes Aplicadas (Castelo Branco) - MEPM

ÁREA ARTÍSTICA: Música

 

 

SINOPSE

A walk on the wildlife - uma caminhada junto dos leões domésticos

 

FICHA TÉCNICA

Compositor - Guilherme Braz




Stepless

Escola Superior de Artes e Design (Caldas da Rainha)

ÁREA ARTÍSTICA: Cinema

 

 

SINOPSE

Você está de pé, mas em movimento. Você não está se movendo durante o movimento. Você é movido por algo em movimento. Tudo o que sentimos enquanto nos movemos pode fazer com que as memórias apareçam. O passado é passado. Mas o passado ainda é vivido dentro de nós.

 

FICHA TÉCNICA

Concept & Animation: Nadège Jankowicz

Sound: João Duarte

 


 

Estudo de Bordado

Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto - Mestrado em Artes Plásticas - Ramo Desenho

ÁREA ARTÍSTICA: Desenho

 

SINOPSE

Este desenho é um estudo para um bordado em grande escala, que compõe o Projeto de Mestrado ""A Casa como Metáfora - O Desenho e o Têxtil como Metodologias na reflexão de Experiências Sensoriais. 

Infelizmente, devido a alguns problemas resultantes da pandemia, este desenho não o consegui passar para a sua fase final: um bordado que reflete a relação da Casa da Aldeia da Artista com a Paisagem que a rodeia - tema principal da investigação prática e teórica.

 

FICHA TÉCNICA

Catarina Casais, Estudo de Bordado, 2020. Aguarela e acrílico sobre papel. 50, 5 x 65 cm

 


 

Paisagens Bordadas I

Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto - Mestrado em Artes Plásticas - Ramo: Desenho

ÁREA ARTÍSTICA: Desenho

 


SINOPSE

O bordado Paisagens Bordadas I compõe o Projeto de Mestrado "A Casa como Metáfora - O Desenho e o Têxtil como Metodologias na reflexão de Experiências Sensoriais". Ele foi um dos primeiros bordados a ser feito no âmbito da investigação. 

O objetivo deste bordado é a criação de um desenho sobre uma manta, cosida e feltrada à mão, que evoca a tradição da técnica da costura. 

A partir de técnicas como o Bordado e a Impressão Botânica, este desenho procura materializar a relação da Casa da Aldeia da artista com a Paisagem que rodeia o espaço - principal motivação da investigação prática e teórica. Deste modo, Paisagens Bordadas I celebra e a homenageia as costureiras da sua família que um dia viveram na Casa.

 

FICHA TÉCNICA

Catarina Casais, Paisagens Bordadas I, 2019. Tecido de Algodão com Eco Impressão bordado com linhas de algodão com extremidades em lã feltrada à mão. 70 x 1,50 cm

 


 

Dostoevsky Made Me Do It

Bath Spa University (Inglaterra) - (BA) Hons Dança

ÁREA ARTÍSTICA: Teatro Físico


 

SINOPSE

Ele é um homem rancoroso. Ele não está aqui para vos entreter.

Vocês são convidados no Subterrâneo, por isso comportem-se!

Baseado em 'Notas do Subterrâneo' de Fyodor Dostoevsky, vislumbrem esta peça que retrata um dia normal, de um homem normal, e conheçam a sua mente... não tão normal.

 

FICHA TÉCNICA

Direção, Coreografia e Interpretação: João Oliveira

Vídeo: Andreia Fraga

 


 

A Cor das Flores não é a mesma ao Sol - Paisagens Sensacionistas

Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto - Curso de Artes Plásticas - Ramo de Pintura

ÁREA ARTÍSTICA: Gravura - Calcografia

 

(Projeto em formato .pdf - clique aqui ou na imagem para abrir)

 

SINOPSE

"A Cor das Flores não é a mesma ao Sol" parte de uma série de experimentações que conjuga macro e micro detalhes de paisagens que me rodeiam, mais ou menos imaginadas. Trata-se de uma composição visual que transpõe a fluidez e despreocupação de um traço que viaja pela chapa enquanto observa o mundo em redor.

As imagens obtidas culminam numa poesia visual que funde paisagens e as torna numa única, descrevendo-as recorrendo à simplicidade do ponto, da linha e da mancha. São, assim, uma fusão de tudo aquilo que me rodeia, revelando o âmago das paisagens com que o olhar se cruza todos os dias."

 

FICHA TÉCNICA

Criação: Maria Inês Gomes

A ficha técnica correspondente a cada imagem consta do ficheiro em .pdf.