Entrada > Esmae

Edifício da antiga Escola Normal (Séc. XIX)

Apresentação

A Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE) é a unidade orgânica do Politécnico do Porto vocacionada para a formação superior em Música, Teatro e Dança.

 

Nascida em 1985 como Escola Superior de Música, dando seguimento à tradição secular do ensino de música na cidade do Porto, viu a sua oferta formativa alargada ao Teatro ressurgindo assim enquanto Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo. Constituída pelos departamentos de Música e Teatro, em 2016 é acrescentada ao portfólio formativo da ESMAE a formação em Dança.

 

A ESMAE, enquanto escola de artes performativas - Música, Teatro e Dança, acredita que aquilo que dá força à sua existência é o que ela escolhe para preencher o seu pensamento, o que decide fazer com o seu trabalho e o que opta ter por horizonte.

Por isso, ao viajar pelo território do sensível, chamou a si a responsabilidade maior de dar resposta, de dizer sim, ao apelo polifónico da vida propondo currículos singulares, promotores de proficiência e construtores de pensamento artístico em ambientes de trabalho artística e cientificamente desafiantes. E para quê?

Para delinear bem os perfis dos seus alunos ao imaginá-los tecnicamente robustos, eticamente irrepreensíveis, esteticamente arrojados e com eles contaminar os sentidos e o pensamento de todos.

Como não podia deixar de ser, a ESMAE não faz isto tudo sozinha. Acolhida pelo Politécnico do Porto numa sã convivência de quase três dezenas de anos, e apostada em ser uma referência no Ensino Artístico público português, constituiu a base do seu trabalho - a sua Arca de Noé - num belíssimo quarteirão artístico da baixa portuense, na Rua da Alegria nº 503, honrando a história do antigo edifício do Magistério Primário.

Tem à sua guarda setecentos alunos, cento e vinte professores de dezassete nacionalidades diferentes e trinta funcionários dispostos a fazerem das tripas criação num abraço à cidade, ao país e ao mundo em mais de duzentos acontecimentos artísticos anuais.

 

Sejam bem-vindos!