Entrada > FestivalSet'21 > Programação > sexta, 23 de julho

Sexta, 23 de julho

Trilogia microssistema 

Teatro Helena Sá e Costa (THSC) 

15:00h 

Género: Cruzamentos Artísticos 

Escola: Escola Superior de Artes e Design - Caldas da Rainha 

Sinopse: Microssistema - Dois apaixonados executam uma sequência de movimentos. Ouve-se o som de uma música que ambos gostam muito, os corpos vão-se movendo graciosamente, trocando carinhos, agarrando-se com visível amor. A música acaba. A competição que se sente entre os dois, que começou disfarçada de amor, torna-se agora notável. Estão destinados a imitar-se, a tentar ser sempre melhor que o outro. Começa outra música. O ato final leva-os a dar tudo. Os movimentos já não são tão delicados nem precisos, já não são dois bailarinos em cena, mas selvagens perante uma plateia que os leva a crer que só poderá existir um vencedor. Microssistema e a sua destruição -A Mãe Natureza e o Homem envolvidos numa batalha corpo a corpo. Não há música. Os dois corpos estão presos num ciclo vicioso e murmuram a melodia de uma canção. Não se trata de uma competição para ver quem é o último a ficar de pé, trata-se de uma luta egoísta levada a cabo por um homem, que ambiciona ter tudo para ele. No fim, caem redondos no chão. Um não pode viver sem o outro. Microssistema: um projeto em mutação -Dois corpos simulam um parto e uma separação. Formam um reflexo. Tornam-se um só. Não existe música nem gravações em loop. 

Vestidos com meias de licra na cabeça e maquilhagem esborratada, são larvas num casulo a sonhar com a metamorfose.

Ficha Artística: 

Criação- Rita Santos e Henrique Antunes 

Interpretação- Rita Santos e Henrique Antunes 

Produção- Flávio Catelli 

Voz Off- Renée Claire e Antonella Lavezzari 

Duração: 35 minutos

 

 


 

Por hoje é só!  

Teatro Helena Sá e Costa (THSC) 

17:00h 

Género: Teatro 

Escola: Escola Superior de Artes e Design - Caldas da Rainha 

Sinopse: Vivemos num mundo onde a informação chega-nos de forma tão acelerada, que nem conseguimos processá-la. E é um risco! Tantas notícias falsas misturam-se com verdadeiras, e não sabemos qual é qual. É nesse impulso que criamos “Por Hoje É Só”, um jornal de notícias precário, que tem o objetivo de trazer ao público notícias que são apenas verdadeiras, por mais absurdas que sejam. Não se assustem com o que vão ver e ouvir… Bem, Por hoje é só. 

Ficha Artística: 

Interpretação: André Mexia, Flávio Catelli, Micael Coelho e Rita Santos 

Texto: André Mexia, Flávio Catelli, Micael Coelho e Rita Santos 

Produção: Flávio Catelli 

Duração: 50 minutos